EFEITOS DAS CARACTERÍSTICAS DA ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO NA QUALIDADE DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO BRASIL

Nome: LUCIANA HOLTZ
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 22/05/2013
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Alfredo Sarlo Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alfredo Sarlo Neto Orientador
Patrícia Maria Bortolon Examinador Interno
VICENTE ANTONIO DE CASTRO FERREIRA Examinador Externo

Resumo: Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de investigar os efeitos das características da estrutura e composição do conselho de administração sobre a qualidade das informações contábeis das empresas listadas na BM&FBovespa. Especificamente as características do conselho estudadas foram o tamanho e a independência do conselho de administração, e a separação dos cargos de presidente do conselho e diretor executivo da empresa. As proxies para qualidade da informação contábil foram a relevância da informação contábil e informatividade dos lucros. A amostra abrange empresas não financeiras listadas na BM&FBovespa com liquidez anual superior a 0,001, compreendendo o período de 2008 à 2011. Os dados foram coletados apartir do banco de dados Economática® e diretamente dos informes anuais e formulários de referência das empresas disponíveis no sítio da CVM ou BM&Fbovespa. Para atingir o objetivo proposto a metologia da pesquisa consiste em uma abordagem quantitativa com base em Vafeas(2000), Firth, Fung e Rui (2006) e Habib e Azim (2008). A análise dos dados foi a partir da utilização da técnica de regressão múltipla para a estimação dos modelos de relevância da informação contábil e informatividade dos lucros. Os resultados indicam que no mercado brasileiro, para as empresas que negociam ações na BM&FBovespa, as características de independência do conselho de administração e separação dos cargos de presidente do conselho de administração e diretor executivo influenciam positivamente na qualidade da informação contábil reportada, especificamente sobre relevância do patrimônio líquido. Já a informatividade dos lucros é afetada positivamente pela independência do conselho de administração e negativamente pelos conselhos com tamanhos maiores (acima de 9 membros). Os resultados em geral corroboram com estudos internacionais tais como Vafeas (2000), Firth, Fung e Rui (2006), Ahmed, Hossain e Adams (2006) e Dimitropoulos e Asteriou (2010), especialmente em relação à independência do conselho de administração. É possível verificar que estruturas de governança mais fortes exercem efeitos que melhoram a qualidade das informações contábeis reportadas.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910