Avaliação da margem de solvência de uma operadora de plano de saúde

Nome: JEAN PIERRE DAVID DE OLIVEIRA
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 27/07/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Alfredo Sarlo Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alfredo Sarlo Neto Orientador
Luiz Claudio Louzada Examinador Interno
Ricardo Ramalhete Moreira Examinador Externo

Resumo: O mercado de saúde suplementar tem crescido nos últimos anos, diante deste
crescimento o Estado criou um órgão regulador, a ANS, com o objetivo de
estabelecer normas de atuação e métricas de monitoramento das atividades das
operadoras, um dos itens de monitoramento e a saúde financeira das empresas.
ANS estabeleceu que as operadoras devem constituir de uma margem de solvência
mínima até ano de 2022. Assim esta pesquisa buscar mensurar o risco de uma
operadora em não atender a meta estabelecida pela ANS, através a aplicação da
Simulação de Monte Carlo para projeção das demonstrações financeiras e da
Analise de Sensibilidade para e avaliar influencia de determinada variável em
relação à margem de solvência. Os resultados mostraram que o risco da operadora
em não atender a meta da ANS é de 77%.

Acessar documento

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910